Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Newsletter

Publicações


NOVAS, E EXCELENTES, PERSPECTIVAS PARA O TRATAMENTO DA FIBROSE CÍSTICA - 21/01/2020

No ano passado noticiamos que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região havia deferido tutela antecipada em recurso por nós interposto visando o fornecimento pela União do medicamento IVACAFTOR (KALYDECO®), para tratamento da fibrose cística[1]. Em razão da liminar o Autor conseguiu iniciar o tratamento com esta medicação e está respondendo extraordinariamente bem.
 
Esta decisão foi pioneira no TRF1, porém possivelmente seria a última, pois poucos meses antes o STJ havia decidido, em caráter vinculante a todos os juízes, que o SUS e os planos de saúde não poderiam ser obrigados a fornecer medicamentos que não estivessem registrados na ANVISA. Esta regra, entretanto, valeria apenas para os novos processos.
 
Em recente data, felizmente, o cenário mudou totalmente em favor daqueles que lutam pelo tratamento da fibrose cística, e têm indicação de uso do IVACAFTOR (KALYDECO®) ou do LUMACAFTOR + IVACAFTOR (ORKAMBI®), pois a ANVISA concluiu o processo de registro de ambos os medicamentos.
 
Portanto, agora o SUS é obrigado a fornecer este medicamento aos que comprovarem, mediante laudo fundamentado pelo médico que o assiste, a imprescindibilidade do medicamento e a incapacidade financeira de arcar com os custos do medicamento.
 
Não bastasse essa ótima notícia, recentemente o STJ reconheceu, também com caráter vinculante a todos os juízes, o dever de custeio pelos Planos de Saúde da terapêutica proposta pelo especialista responsável pelo acompanhamento, ainda que realizada por intermédio de medicamentos de uso domiciliar.
 
Tem-se, pois, um enorme alento aos que batalham pelo acesso a este medicamento, e que neste encontram a única possibilidade de tratamento eficaz da doença, dada a inexistência de qualquer outro medicamento no mercado capaz de combater as causas da doença, e não apenas as consequências.
 
O autor foi representado pelo escritório Pamplona & Paradela Advocacia e Consultoria Jurídica.
 
 
 
[1] A fibrose cística é uma doença rara e grave, de natureza degenerativa, causada por uma grande variedade de possíveis mutações genéticas em um cromossomo. Transmitida de forma hereditária, a doença é responsável pelo funcionamento anormal das glândulas que produzem, dentre outros, os mucos, tornando-os espessos e causando obstruções que resultam em recorrentes infecções pulmonares, e os sucos digestivos, ocasionando problemas de digestão e absorção dos alimentos e, por consequência, atraso de crescimento.
 
Autor: André Sigiliano Paradela e Marcus Vinicius Oliveira Souza
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.